AOG 2022 fornecerá oportunidades de colaboração entre investidores e operadores

invest. bigstock

Tendo sido recentemente exaltado como o maior produtor de petróleo da África, a dotação de recursos naturais de Angola posicionou o país como um destino de investimento lucrativo, repleto de oportunidades em vários setores para empresas petrolíferas internacionais e empresas de exploração e produção de petróleo e gás tirarem proveito.

A consolidação do quadro legal angolano e do sistema político subjacente, seguindo o plano do governo de assegurar maior coordenação política e diminuir os riscos de conflitos de interesse, resultou na reforma substancial das principais indústrias angolanas, com empresas detentoras de direitos minerais sobre petróleo e gás sendo reestruturadas, dividindo a empresa petrolífera nacional do país, a Sonangol, e criando uma concessionária nacional, a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG).

Como uma das economias da África Subsaariana que mais cresce, Angola tem procurado melhorar sua infraestrutura através de obras públicas em larga escala, explorando parcerias público-privadas como forma de desenvolver indústrias em todo o país, com projetos como a requalificação do porto do Namibe, o desenvolvimento da refinaria de Cabinda e o desenvolvimento de uma base de armazenamento de petróleo no porto do Dande, no norte de Luanda, demonstrando o compromisso do país em desenvolver o setor do upstream.

Além do desenvolvimento da infraestrutura, a ANPG estabeleceu planos para licitar 55 novos blocos de petróleo onshore e offshore até 2025.

Com o tema “Promovendo uma Indústria de Petróleo e Gás Inclusiva, Atrativa e Inovadora em Angola”, a AOG 2022 servirá como a principal plataforma para tratar dos assuntos mais urgentes no mercado energético do país, ao mesmo tempo em que estimula o investimento e a negociação, facilitando a cooperação e colaboração, e destacando o papel dos recursos e indústrias angolanas numa economia global em mutação.

Sob a égide do Ministério de Recursos Minerais, Petróleo e Gás do país, e em parceria com a ANPG, AIDAC, e a Câmara Africana de Energia, as reuniões individuais e sessões exclusivas de networking da AOG 2022 apresentarão uma plataforma ideal para os participantes discutirem o futuro do setor energético angolano.

Share This Article

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp
Share on email

Other Reads

Onur Yilmaz

Onur Yilmaz

Subscribe below to stay in touch about the latest news and event updates

X
X